Paróquia Senhor Bom Jesus Lapa e

Núcleo Comunitário Futuro Aberto

"A Comunicação a Serviço da Comunidade"

Locais do Povo Canta - 2017

POVO CANTA 11/02 -  Jesus Operário

Rua: Luciano Tasso, 30 - Quintino Facci II 

Ribeirão Preto/SP

 

POVO CANTA 25/03 - N.S. dos Pobres

Av. Wilken Manoel Neves, 900 - Adelino Simioni

CEP: 14077-190 - Ribeirão Preto/SP

 

POVO CANTA 20/05 - N. S. das Dores

Rua: Inácio Solomão, 264 - Tanquinho

Ribeirão Preto/SP

 

POVO CANTA 16/07 - Santa Terezinha

Rua : José de Alencar,1506 – Vila Tamandaré

CEP: 14085-560 – Ribeirão Preto/SP

 

POVO CANTA 16/09 - Jesus Libertador

Rua: Domingos Sgorlon - Avelino Palma

CEP: 14071-460 - Ribeirão Preto/SP

 

POVO CANTA 04/11 - Paróquia S. Bom Jesus da Lapa

Rua Vicente Golfeto, 405 – Campos Elíseos

CEP: 14080-470 – Ribeirão Preto/SP

capa_cd_Estevao.jpg

29 anos do Folheto "Canta Meu Povo"

 

São 29 anos de existência e de imensas alegrias. Estamos progredindo na valorização do canto litúrgico: os folhetos para o povo, as apostilas com cifras para as equipes do canto, os oito ensaios anuais nas diversas comunidade, os CD´s e as partituras têm sido de grande utilidade.

Também é importante notar que a participação dos Seminários Litúrgicos e o Estudo dos Cadernos de Liturgia da Equipe Arquidiocesana, estão ajudando muito a criar consciência e sensibilidade litúrgico-musical nas comunidades.

Por tudo isto, queremos com alegria e gratidão expressar a importância de nossa dedicação perseverante!

Mas não podemos nos acomodar pensando que já chegamos lá... sempre será necessário continuar estudando. O aprofundamento permanente do canto litúrgico-musical é necessário para que possamos melhorar a qualidade das celebrações. Além disso, temos como missão outro desafio: fazer com que novos membros se juntem a nós, para que possamos sentir a alegria de cantar o louvor a Deus com todo coração!

 

Queremos terminar esta pequena mensagem, lembrando um canto antigo de 1733, que continua sendo muito atual : 





"Quem não ama a música

e não treina constantemente essa arte,

renunciou à vida eterna.

Os mundos perecem,

Tu, presente divino,

tu permaneces.

Só quem a ti se entregou,

tem grande riqueza.

Tu podes erguer

acima de todo sofrimento

a vida humana,

podes levá-la

acima de tudo que é passageiro,

ao fim último.”


(“Canto de 1733 ( Augsburg) 

3º Fascículo: Hinário Litúrgico da CNBB”)